quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Semi Frio de Maracujá


Uma sobremesa deliciosa para esta altura do ano, a receita foi adaptada do site Sabor Intenso que é uma lufada de ar fresco neste mundo das comidas virtuais, as receitas são todas em video, têm uma revista online, as fotos são muito bonitas e as receitas simples e de fácil execução, podem inclusivé ver este semifrio em video aqui.

1/2 litro de Polpa de Maracujá
1 lata de Leite Condensado
400 ml de Natas
2 saquetas de gelatina de Ananás
250 ml de Água

Ferver a água, juntar a gelatina e mexer bem para que toda a gelatina se dissolva.
Deixar arrefecer.

Numa tigela deitar o leite condensado e a polpa de maracujá e mexer, adicionar a gelatina arrefecida e envolver tudo muito bem.

Bater as natas em ponto de chantilly e juntar ao preparado de maracujá, envolvendo bem.

Molhar uma forma, deitar este preparado e levar ao frigorifico cerca de 6 horas ou até solidificar.

Nota:Este semi frio rende muito, tenham atenção quando escolherem a forma, a que eu escolhi foi uma da tupperware para 1 litro de pudim e foi pequena.
Como utilizei polpa com sementes, reservei só uma pequena porção delas para envolver e rejeitei as restantes. Torna-se assim fácil a identificção da fruta sem ser tão desagradável para quem não gosta de as trincar.


segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Tarte de Amêndoa


Primeiro que tudo, peço desculpa por não mostrar o interior desta tarte, mas como foi para ser transportada para uma reunião familiar, só a desenformei no local e não levei máquina.
A receita foi adaptada desta, e é muito boa principalmente a cobertura...

Base:
150 g de Farinha
100 g de Açúcar
100 g de Manteiga
1 Ovo
1 colher de chá de Fermento em pó
3 colheres de sopa de Leite

Amoleçer a manteiga (ou derreter no microondas) e misturar com o açúcar e ovo.

Juntar o leite e a farinha previamente misturada com o fermento, envolver sem bater muito.

Untar uma tarteira e polvilhar com farinha, deitar a massa, e levar a forno pré-aquecido a 180º cerca de 15 minutos.

Depois de cozido retirar do forno mas manter na forma e deixar arrefecer um pouco.


Recheio:
100 g de Amêndoa (laminada ou palitada)
100 g de Açúcar
125 g de Manteiga
3 colheres de sopa de Leite

Misturar tudo num tachinho, levar ao lume mexendo sempre e assim que levantar fervura contar cerca de 7 minutos (eu deixei só 5)

Deitar por cima do bolo e levar ao forno a 180º até ficar no tom desejado, no meu caso esteve cerca de 15 minutos.

Desenformar ainda quente.


Imprimir receita

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Bolachas de M&M


Como as noites já estão fresquinhas, já podemos fazer umas bolachinhas...

200 g de Margarina
1/2 chávena de Açúcar Branco
1/2 chávena de Açúcar Amarelo
1 Ovo
2 chávenas de Farinha
1 colher de chá de Bicabornato de Sódio
1 pacote de M&M

A chávena tem a capacidade de 250 ml

Colocar no copo da bimby (ou batedeira) a margarina e os açúcares e bater até obter um creme fôfo e esbranquiçado, 6 minutos, velocidade 4.

Juntar o ovo e bater mais um pouco, 1 minuto na velocidade 4.

Adicionar a farinha previamente misturada com o bicabornato e misturar, 1 minuto, velocidade 3.

Tirar uma mão cheia de M&Ms e misturar à massa com cuidado sem bater.

Forrar os tabuleiros com papel vegetal ou película de silicone e colocar colheradas de massa afastadas uma das outras.
(Eu uso uma cookie scoop, que não é mais do que uma colher de gelado mas com apenas 3,5 cm de diâmetro)

Por cima das colheradas de massa já no tabuleiro distribuir os M&Ms, podem colocar muitos pois como a massa alarga bastante, ficam mais bonitos se estiverem bem enfeitados.

Levar a forno pré-aquecido a 180º cerca de 13 a 15 minutos.

Deixar esfriar num tabuleiro de rede.

Consevar em caixas que vedem bem.

Nota: Esta é uma bolachinha que não fica dura, fica mole, fôfa, não estranhem.

sábado, 15 de agosto de 2009

Bolinhos do Algarve



Os bolinhos do Algarve têm cá na mesa fiéis apreciadores, e sempre que há um saltinho lá abaixo, lá vêm umas caixinhas... e depois começa a guerra, este é para mim...eu ainda não comi nenhum...onde está o meu peixinho...quem comeu o meu bolo !?!
Para tentar apaziguar a vontade desde há uns tempos que coleciono várias receitas adiando para a próxima a vez de os fazer.
De todas as que tenho a que me pareceu melhor foi a que vi no blog Bolos do Algarve, curioso não ?
Adaptei apenas a quantidade à que tinha, mas cumpri à risca o que a sua autora recomenda, e resultaram nuns bolos fantásticos.
Esta primeira experiência foi sem recheios, pois precisava de primeiro me adaptar à massa, a partir daqui tudo é possivel dentro do género, claro está.

400 g de Amêndoa pelada e muito bem moída
400 g de Açúcar
Água para cobrir o açúcar

Moer a amêndoa, eu utilizei a bimby que moi muito bem, mas foi a olho e confesso que esqueci-me de marcar o tempo, para quem não tem, moer na picadora ( tipo1,2,3) três vezes.

Levar um tacho largo com o açúcar e água até cobrir o açúcar a lume brando, mexendo de vez em quando até obter ponto de fio, ou 103º no termómetro de pontos de açúcar que é o que eu uso.

Assim que estiver no ponto deita-se a amêndoa e mexe-se muito rápidamente até ficar sem grumos e retira-se do lume.

Continua-se a mexer até arrefecer ao ponto de pudermos colocar as mão sem queimar: por esta altura a pasta já está durinha. Amassa-se sobre a pedra mármore (vai-se fazendo um rolinho, depois viram-se as pontas para dentro, sucessivamente, até a massa ficar firme e quase fria).

Acondiciona-se dentro de uma taça de vidro tapada e deixa-se descansar até ao outro dia, não colocar no frigorifico.

Moldam-se os bolinhos dando o formato desejado.

Rende cerca de 30 bolinhos.

Notas: Se não utilizarem toda a massa ela pode ser guardada no frigorifico bem acondicionada para não apanhar humidade e tem cerca de 1 mês de validade.
Usar só tacho de inox ou anti-aderente.
Ponto de fio: A calda estará neste ponto se, molhando o dedo indicador na calda e unindo-o em seguida ao polegar e afastando-o, formar-se um fio quebradiço.


quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Chicken Korma



A cozinha Indiana é outra perdição, e korma é dos pratos que mais gosto, entre muitos...

400 g de peitos de Frango aos pedaços
1 Cebola grande picada
2 dentes de Alho picados
4 colheres de sopa de Óleo
1 folha de Louro
2,5 cm de raiz de Gengibre ralada, ou 1 colher de sopa de gengibre em pó ou pasta
1 colher de sopa de Coentros secos
1 colher de chá de Cominhos em pó
1 colher de chá de Paprika em pó
1 colher de sopa de Açafrão
1 colher de chá de Picante (à escolha, malagueta em pó, pimenta...)
1 Iogurte natural
200 ml de Natas
100 ml de Água
50 g de Amêndoa laminda
Sal
Pasta de cajú (feita com 50 gr de cajús e 100ml de água)

Primeiro fazer a pasta de caju, fervendo a água e deitar os cajús lá para dentro, desligar o lume e reservar.

Fazer um refogado com a cebola, alho, óleo e louro.

Juntar os coentros, cominhos, açafrão, a paprika e o picante, deixar fritar um pouco e juntar 50 ml de água quente, mexer até a água evaporar.

Juntar o frango e fritar um pouco.

Assim que o frango tiver mudado de cor, juntar o iogurte, 50 ml de água e sal e deixar cozinhar em lume brando meio tapado cerca de 25 minutos, mexendo ocasionalmente.

Entretanto deitar os cajús com a água numa picadora, ou varinha mágica e triturar até obter uma pasta.

A esta pasta juntar as natas envolver bem e juntar ao frango e deixar cozinhar mais 15 minutos, se estiver muito liquido cozinhar destapado, mexendo ocasionalmente.

Nos últimos 5 minutos juntar a amêndoa e envolver bem.

Servir acompanhado de Arroz Basmati cozido.


segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Tabuleiro de Frango


Antes que o Verão se instale novamente, ligo o forno a correr...

Massa:
3 Ovos
2 chávenas de chá de Leite
2 chávenas de chá de Farinha
1/2 chávena de Óleo
Sal, Pimenta e Noz-Moscada
Queijo ralado (opcional)

Recheio:
1 Cebola picada
2 dentes de Alho picados
4 colheres de sopa de Azeite
75 g de Bacon picado
350 g de Frango (cozido ou assado) desfiado
1 chávena de café de Vinho Branco
1 chávena de chá de Ervilhas (pode ser lata ou congeladas)
2 chávenas de chá Arroz branco cozido

Fazer o recheio primeiro, começando por um refogado, com a cebola, azeite e alho, assim que estiver transparente, juntar o bacon, deixar ganhar um pouco de sabor e juntar o frango, o vinho e as ervilhas, deixar apurar.

Juntar por fim o arroz já cozido e envolver bem e desligar o lume.

No copo da bimby, ou numa liquidificadora, bater os ovos, o leite, o óleo e a farinha previamente misturada com o fermento, durante 5 minutos, velocidade 5.

Temperar com sal, pimenta e noz-moscada, e bater mais um pouco.

Untar um pirex, ou tabuleiro, com margarina, deitar cerca de metade da massa no fundo, distribuir todo o recheio, deitar o resto da massa por cima de modo a que todo o recheio fique coberto.

Opcionalmente polvilhar com queijo ralado.

Levar a forno pré-aquecido a 180º cerca de 35 minutos, ou até atingir a cor desejada.

Servir quente.

Nota: Este tabuleiro dá para fazer com qualquer resto que tenham, desde que façam um refogado e tenham o arroz branco já cozido de sobra.


quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Bolo Furado de Pudim


Este é um bolinho muito fresquinho, húmido e com um efeito visual muito engraçado, óptimo para fazer em festas de crianças e não só...

Bolo
4 Ovos
2 chávenas de Açúcar
2 chávenas de Farinha
1/2 chávena de Óleo
1 colher de chá de Fermento em pó
1 colher de chá de Aroma de Baunilha

Bater os ovos com o açúcar até obter um creme fôfo e esbranquiçado.

Adicionar o óleo e o aroma e bater mais um pouco.

Misturar o fermento com a farinha e adicionar ao creme, envolver sem bater.

Untar com margarina um pirex grande cerca de 23x33 , deitar a massa do bolo e levar ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 40 minutos.

Pudim (Recheio e Cobertura)
1 litro de Leite
2 pacotes de Pudim de chocolate
8 colheres de sopa de Açúcar

Enquanto o bolo coze, fazer o pudim de acordo com as instruções da embalagem. Reservar mantendo quente.

Assim que o bolo terminar a cozedura, retirar do forno, fazer uns furos por todo o bolo até ao fundo do pirex, com o cabo de uma colher de pau, os furos devem ser largos.

Deitar o pudim quente por cima de todo o bolo, de forma a que todos os furos fiquem preenchidos.

Deixar arrefecer e servir.


Nota: Eu utilizei pudins da marca boca doce, podem usar qualquer marca, desde que feitos com 1 litro de leite, se fizerem com menos os furos ficam preenchidos mas o bolo fica sem cobertura.

O bolo deve ser furado assim que sai do forno e o pudim vai quente por cima, por isso o bolo abate um pouco.

Conservar no frio.


segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Massa Fresca Gratinada


Ao contrário da maioria das pessoas, eu quando faz muito calor só me apetece comidas de forno, a bem dizer, quando faz muito frio também...

500 g de Massa Fresca (Esparguete)
1 Cebola picada
2 dentes de Alho picados
Azeite a gosto
2 Linguiças às rodelas
75 g de Bacon picado
150 g de Fiambre aos cubos
1 lata de Salsichas
350 g de Frango cozido
2 conchas de sopa do Caldo de cozer o frango (ou caldo de galinha)
Sumo de 1/2 Limão
200 ml de Natas
100 g de Queijo Mozarella
Sal, Pimenta e Noz-Moscada

Cozer a massa de acordo com as instruções da embalagem. Reservar.

Fazer um refogado com o azeite, cebola e alho.

Adicionar a linguiça (ou chouriço) e o bacon, deixar fritar um pouco, juntar o fimabre, as salsichas e o frango, deixar apurar bem, temperar com um pouco de sal, pimenta e noz-moscada, e adicionar as conchas da água de cozer o frango, ou de caldo de galinha feito com um cubo.

Deixar apurar, mas atenção que não deve ficar seco.

Envolver a massa na mistura das carnes, juntar o sumo do limão e as natas.

Deitar esta mistura num tabuleiro de forno levemente untado com margarina, por cima da massa polvilhar com o queijo e levar ao forno a gratinar, cerca de 20 minutos a 200º.