domingo, 31 de agosto de 2008

Red Rooster

As minhas happy hour estão a chegar ao fim... é tempo de preparar o regresso às aulas, às obrigações e deveres, à corrida contra o tempo da qual já tenho saudades...
As noites estão mais frias, os dias mais curtos, a pele castanha, os ouvidos cheios de água...celebremos

60 ml de Vodka
115 ml de Groselha
25 ml de sumo de Laranja

Misturar bem todos os ingredientes.

Servir em copo alto e acabar de encher com gelo.


Imprimir receita

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Bolo Brigadeiro Rapido




A casa cheia outra vez... muitas crianças a correr...sai um bolo brigadeiro bem rápido que eles não gostam de esperar...


Bolo

Para o bolo de chocolate fazer como está aqui.

Mas dividir a massa por duas formas iguais. Levar a cozer cerca de 35 minutos a 180º. Reservar.



Calda

1 copo de Leite

2 colheres de sopa de chocolate em pó

Misturar os ingredientes e reservar.


Recheio e Cobertura

2 latas de Leite Condensado com Chocolate

Decoração de Chocolate


Depois dos bolos cozidos, soltá-los da forma mas voltar a colocá-los. Picá-los com um garfo.

Distribuir a calda do leite com chocolate pelos dois bolos, mas deitando mais calda no bolo que vai ficar por baixo, e no de cima deitar menos pois torna-se mais difícil de desenformar se estiver muito húmido.

Deixar o bolo absorver o leite.

Por fim, desenformar com cuidado rechear com a lata do leite condensado com chocolate (sobra um pouco), colocar o outro bolo por cima e cobrir todo o bolo generosamente com o leite condensado, decorar a gosto com mais chocolate.

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Pave de Restaurante


Este Pavê está presente em muitos Restaurantes de comida do dia-a-dia, uma vezes chama-se pudim de bolacha ou pudim da casa, ou doce da casa... enfim o que lhe quiserem chamar, é tão simples que acho que não merece a pena comê-lo no restaurante, mas aquilo tem saída.
Tinha ali umas bolachas que ninguém lhes pegava, e assim desapareceram num instante.

200 g de Bolacha-Maria ou similar
2 pacotes de Pudim de Caramelo (para fazer com 1 litro)
1 litro de Leite
1 chávena de Café
1 colher de chá de Açúcar
1 pacote de Natas frescas (200 ml)
2 colheres de sopa de Açúcar

Fazer o Pudim de acordo com a embalagem e reservar.

Numa tigela larga, deitar o café misturar com a colher de chá de açúcar.

Molhar as bolachas na mistura do café e colocar no prato de servir, dispor uma camada de pudim ainda quente mas não muito, por cima, repetir a camada das bolachas demolhadas e a camada de pudim , prosseguir até não ter mais ingredientes.

Bater as natas em ponto de chantilly com o açúcar (2 colheres de sopa), e cobrir todo o doce.
Decorar a gosto. Eu usei avelã crocante.


Imprimir receita

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Caldo Verde

Um Caldinho Verde é uma sopa que cai sempre bem, até eu, gosto muito de caldo verde, acompanhado com umas torradinhas...

Não ponho chouriço na cozedura pois os mais piquininos não apreciam e eu confesso que também não, gosto mais de por o chouriço no pão.

1 Cebola
4 dentes de Alho
400 g de Batata
Azeite a gosto
1 litro de Água
200 g de Couve migada

Partir a cebola os alhos e a batata, para dentro do copo da bimby, juntar a água e marcar 35 minutos, temperatura 100º, velocidade colher.

5 minutos antes do fim deitar o azeite.

Findo o tempo triturar um minuto, velocidade 7.

Adicionar a couve migada e marcar 15 minutos, temperatura 100º, velocidade colher inversa.

Opcionalmente podem juntar rodelas de chouriço 5 minutos antes do tempo da cozedura da couve terminar.


Imprimir receita

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Groselha

Os piquininos também tiveram direito a uma bebida só para eles...lembrei-me de lhes fazer groselha, que era uma bebida que a minha mãe muito fazia para nós bebermos...

A foto não está nada boa, desculpem.

250 ml de Xarope de Groselha
1 litro de Água fresca

Misturam-se bem os ingredientes num jarro e serve-se.


Imprimir receita

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Caipirinha

Fim do dia, tranquilo, lá fora...boa altura para uma Caipirinha...

70 g de Açúcar Amarelo
120 g de Cachaça
800 g de Gelo
3 Limas

Coloque o açúcar no copo da Bimby e marque 15 segundos, velocidade 9.

Adicione o gelo e a cachaça e marque 15 segundos, velocidade 5.

Parta as limas em quartos deite-as na mistura do gelo e pressione 5 vezes o botão turbo, mas com toques rápidos.

Deite num jarro alto, e sirva em copos com palhinha. Dá cerca de 4 a 5 copos.


Imprimir receita

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Tarte de Amoras





O pai e os filhos foram dar um dos habituais passeios e na volta trouxeram-me um monte de amoras... que viraram uma pie...

Massa
300 g de Farinha
150 Margarina
100 g de Açúcar
70 g de Água

No copo da bimby (também pode ser feita numa batedeira com o batedor das massas grossas) colocar todos os ingredientes e programar 25 segundos velocidade 5.

Forrar uma tarteira com esta massa, reservar uma parte da massa para fazer a decoração.

Depois de forrada a tarteira colocar no frigorífico até ter o recheio pronto.

Recheio
400 g de Amoras
150 g de Açúcar
40 g de Amido de Milho (Maizena)
1 colher de chá de Canela em pó
Sumo de 1/2 Limão
2 colheres de sopa de Margarina

Misturar o açúcar com a farinha e a canela.

Envolver nas amoras com muito cuidado para não as esborrachar muito, mas de forma a que todas fiquem bem "panadas".

Deitar esta mistura por cima da massa da tarte, salpicar com o sumo de limão e espalhar nozes de margarina.

Decorar a gosto com a restante massa.

Levar a forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 40 minutos.

Esta tarte é muito boa ainda morna, servida com gelado.

sábado, 16 de agosto de 2008

Pave de Ananas e Chocolate Branco




Uma sobremesa muito fresquinha e saborosa, boa para fazer de véspera.

1 lata de Ananás partido de conserva
200 g de palitos La Reine
1 lata de Leite Condensado
1 colher de sobremesa cheia de amido de milho (maizena)
A medida da lata de leite condensado de Leite
100 g de Chocolate Branco
1 colher de sopa de Margarina
2 pacotes de Natas (400 ml)
Canela a gosto

Fazer o creme juntando num tachinho o leite condensado, a maizena, a margarina e o leite, levar ao lume mexendo sempre até engrossar.

Assim que estiver na consistência desejada, baixar o lume para o mínimo e juntar o chocolate branco e as natas, deixar cozinhar mais um pouco mexendo sempre.

Deixar arrefecer um pouco. Reservar.

Escorrer o sumo da lata de ananás para um prato, e juntar um pouco de canela a gosto, mexer.

Num tabuleiro, colocar uma camada de palitos La Reine embebidos na calda de ananás e canela, por cima deitar metade do creme de chocolate. Distribuir metade dos pedaços de ananás, novamente outra camada de palitos La Reine embebidos, o resto do creme de chocolate, o ananás e por fim o pacote de natas restante batido em ponto de chantilly com 3 colheres de sopa de açúcar.

Barrar tudo com o chantilly.

Decorar com canela a gosto.

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Lulas Cremosas

Mais uma receitinha de lulas, espécie muito apreciada pelos mais piquininos da mesa, os grandes também comem que aqui em casa "ou há moralidade ou comem todos..."

A receita vem directamente daqui, ajustei as quantidades ao sabor da mesa, e fiz na bimby.

800 g de argolas de Lulas
1 Cebola grande
2 dentes de Alho
100 ml de polpa de tomate
Azeite a gosto
150 ml de Vinho Branco
1 pacote de Natas (200ml)
Sumo de 1/2 Limão
1 folha de Louro
Sal e Pimenta

Lavar as lulas e temperá-las com sal, pimenta e o sumo de limão, deixar repousar pelo menos cerca de 30 minutos.

No copo da bimby, deitar a cebola , o azeite e o alho e marcar 15 minutos, temperatura 100º, velocidade colher.

Adicione a polpa de tomate e a folha de louro e marcar 3 minutos, temperatura 100, velocidade colher.
Findo o tempo, retire a folha de louro e triture 40 segundos velocidade 7.

Junte as lulas e marque 5 minutos, temperatura 100, velocidade colher inversa.

Adicione então o vinho branco e marque 40 minutos, temperatura 100º velocidade colher inversa.

Findo o tempo junte o pacote de natas e marque mais 5 minutos, temperatura 100, velocidade colher inversa.


Imprimir receita

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Bacalhau com Natas




Hoje está mesmo um dia como eu gosto ...hi hi hi ....desculpem lá os que estão de férias e querem ir para a praia...mas há tanta coisa boa para se fazer sem ser praia...hi hi hi ...

Estava mesmo a pedir uma comidinha de forno, e há algum tempo que não fazia Bacalhau com Natas, eu faço várias versões de Bacalhau com Natas, esta é a mais fácil e simples de fazer.

400 g de Bacalhau demolhado e desfiado
300 g de Batata-Palha
200 g de miolo de Camarão
2 Cebolas
3 dentes de Alho
1 folha de Louro
Azeite a gosto
100 g de Vinho Branco
1 litro de Molho Béchamel
1 Pacote de Natas (200ml)
100 g de Queijo Mozarella
Sal, Pimenta e Noz-Moscada a gosto

Colocar no copo da bimby, as cebolas ás rodelas, os alhos, e o azeite e marcar 15 minutos, velocidade colher.
Findo o tempo triturar cerca de 30 segundos, velocidade 7.

Adicionar o bacalhau, os camarões, o vinho, pimenta, noz-moscada e louro e marcar 15 minutos, temperatura 100, velocidade colher inversa.

Num tabuleiro de ir ao forno distribuir a batata-palha, deitar por cima a mistura do bacalhau já cozinhada, envolver bem, juntar metade do molho béchamel misturado com as natas e envolver novamente.

Distribuir o restante molho béchamel misturado com as natas por cima, polvilhar com o queijo ralado e levar ao forno cerca de 30 minutos.

Molho Béchamel
1 litro de Leite Gordo
100 g de Farinha
70 g de Margarina
Sal, Pimenta e Noz-Moscada

Deitar todos os ingredientes no copo da bimby, e marcar 8 minutos, temperatura 90º, velocidade 4.
Deitar o pacote das natas e marcar mais 2 minutos, temperatura 90º, velocidade 4.


segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Tarte de Requeijao



Este foi um fim-de-semana com a casa cheia de amigos que já não víamos há algum tempo, muita gargalhada se ouviu por aqui...é bom tê-los cá...

Esta tarte fiz no dia em que chegaram e não tardou a desparecer, a receita tirei daqui , é simples de fazer e saborosa.

2 Requeijões
350 g de Açúcar
50 g de Margarina derretida
5 Ovos
100 g de Farinha
1 colher de chá de Fermento em Pó

No copo da bimby, colocar os requeijões e o açúcar e marcar 1 minuto velocidade 4.

Juntar os ovos inteiros e bater mais 1 minuto na velocidade 4.

Adicionar a margarina derretida e marcar 30 segundos velocidade 4.

Por fim a farinha misturada com o fermento e marcar mais 1 minuto , velocidade 4.

Deitar na forma escolhida, se quiserem desenformar é melhor forrar a forma com papel vegetal, e levar a forno pré-aquecido a 180º durante 30 minutos.


Imprimir receita

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Mar da China


Eu ADORO os Jogos Olímpicos, sigo sempre com muita atenção e adormeço sempre de madrugada, consoante o país em que se realizam.

E gosto praticamente de todas as modalidades, o que torna difícil a escolha, embora tenha preferências obviamente.

Vivo intensamente cada realização dos Jogos, vibro, grito, festejo ou choro, admiro os atletas de alta competição, gosto da sua força de vontade, dedicação, e vontade de vencer.

Gosto ainda mais dos que lá chegam quando nada se previa que lá chegassem, muitos devido às condições precárias em que viveram outros sem condições nenhumas para praticar a modalidade, muitas vezes as duas juntas.

Por isso sinto sempre algum desgosto por não apoiarmos os nossos atletas, os jornais só escrevem sobre futebol e as TVs só falam e mostram futebol, eu gosto de futebol, mas no futebol não há verdade desportiva, e os seus atletas e treinadores são excessivamente recompensados tendo em conta o trabalho que fazem comparando com o trabalho de outros atletas e treinadores...

Mas como acredito que o caminho faz-se caminhando, para a frente, daqui do meu pequeno cantinho desejo a todos os atletas Boa Sorte, porque o resto eles já conseguiram...


5 medidas de Gin
2 medidas de Batida de Côco
3 medidas de Blue Curaçau

Escolher uma medida, na foto eu tenho a medida que uso para fazer cocktails é composta por duas partes, a maior tem uma capacidade de 4 Cl, a mais pequena de 2 Cl, se não tiverem este copinho usem qualquer medida, pode ser um copo pequeno de licor, por exemplo.

Misturar as bebidas num shaker, agitar bem, e servir.

Este short drink não é adequado a atletas... só aos de sofá ...

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Gelado de Baunilha



Mais um gelado muito muito saboroso e muito cremoso e que desaparece num piscar de olhos.

200 g de Açúcar
200 ml de Leite gordo
2 Ovos
2 pacotes de Natas frescas (400 ml)
1 colher de chá de essência de Baunilha

Num tachinho juntar o leite com o açúcar e os ovos bem batidos, e levar ao lume até ferver, mexendo sempre com uma vara de arames. Assim que começar a ferver reduzir o lume e deixar cozinhar cerca de uns 8 minutos. Deixar esfriar completamente.

Depois do creme estar completamente arrefecido juntar os pacotes de natas e a essência de baunilha, mexer bem e deitar para dentro da máquina de fazer gelados e proceder de acordo com as instruções do fabricante.

Para quem não tem máquina, levar ao congelador e ir batendo de 1/2 em 1/2 hora até quebrar os cristais de gelo.

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Camomila Limao Iced Tea


Os chás gelados são muito apreciados aqui pelos pequeninos, eu gosto de os fazer caseiros porque assim posso fazer de Camomila, ou Lúcia-lima ou qualquer outra variedade mais "calmante", não é que eles precisem, não, mas às vezes ou quase sempre...dão-se como irmãos...

1,5 litros de Água
8 pacotes de chá de Camomila
50 g de Açúcar
1 Limão sumo
Rodelas de Limão para decorar

Levar a água a ferver numa chaleira, quando apitar, juntar os pacotes de chá e deixar em infusão cerca de 20 a 30 minutos.

Deitar num jarro de servir, juntar o açúcar e o limão, mexer e provar, acertar os sabores se necessário.

Decorar com rodelas de limão (eu ponho as minhas com o chá ainda quente) e servir fresco.


segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Gelado de Chocolate

Ainda não tinha estreado a minha máquina de fazer gelados, achei que só o podia fazer com o meu sabor preferido...chocolate.
A máquina em si não faz gelado nenhum quem o faz sou eu...mas evita aquela parte em que temos de andar sempre a bater o gelado para não ganhar cristais, por isso experimentei com uma receita sem ovos e só com leite que são as que criam mais cristais de gelo e ficou aprovada, vou continuar a fazer.

Para quem não tem máquina é fazer como está na receita e ir batendo, pelo menos de 1/2 em 1/2 hora de congelador.

600ml de Leite gordo
150 g de Açucar
85 g de Chocolate em pó (ou cacau)
2 colheres de sopa de amido de milho (Maizena)

Levar ao lume 500 ml de leite até estar quente mas sem ferver.

À parte misturar o restante leite com o açucar o amido de milho e o chocolate em pó , dissolver bem.

Juntar a mistura de chocolate à mistura de leite e levar ao lume até engrossar, mexendo sempre.

Deixar arrefecer completamente e deitar na cuba da máquina de gelados e proceder de acordo com as instruções do fabricante. Findo o tempo levar mais umas horas ao congelador até obter a consistencia gelada desejada.

Para quem não tem máquina, deixara arrefecer o creme, levar ao congelador e bater de 1/2 em 1/2 hora até estar suficentemente gelado impedindo esta operação.


sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Sangria


Bem, aqui há uns tempos eu tinha prometido que colocava aqui a sangria que costumo fazer, agora não se zanguem comigo, porque a história da sangria é a seguinte :
Eu fazia sempre sangria a partir do zero, media o vinho, media os sumos , media sei lá o que mais, bebia e não ficava satisfeita, ia à pizzaria de um amigo e a sangria dele era realmente boa e aquilo deixava-me frustrada, até que um dia o meu dear hubby perguntou-lhe, sim que eu jamais perguntaria, há sempre uma aura de misticismo à volta da cozinha de um restaurante, mas dizia eu, que o marido perguntou-lhe com o maior descaramento como é que faziam a sangria, e o dono com o maior descaramento disse : " Compramos feita...vende-se já preparada nós só juntamos a frutas..."
Agora digam-me lá que facilmente se põem no meu lugar...fiquei com cara de parva....ai ele é isso !! ele é comprado já feito !!!
E claro, experimentei, escolhi a mais cara que vi à venda e juntei o que em baixo vos digo, e nunca mais quis outra, e hoje quando vou lá jantar já não peço sangria pois passei a gostar mais da minha...

1,5 litros de Sangria (de compra, de boa qualidade, preferencialmente sem gás)
1 lata de conserva de Frutos Tropicais
2 paus de Canela
2 ramos de Hortelã-Pimenta
1 chávena de café de Whisky
1 chávena de café de Gin
1 chávena de café de Vinho do Porto

Num jarro com grande capacidade, deitar as frutas partidas e metade da calda, juntar as bebidas, a canela e a hortelã e acabar de encher com a sangria. Mexer bem.

Levar ao frigorífico. Servir bem frio.

Não conduzir.


Imprimir receita